Fórum de Desenvolvimento das Missões e Fronteira-Oeste reúne entidades e lideranças políticas

Em sua 5º edição, encontro discutiu demandas de infraestrutura e os principais gargalos da região

Mais uma edição do Fórum de Desenvolvimento das Missões e Fronteira-Oeste aconteceu, neste sábado (28/05), no município de Uruguaiana. O encontro é um movimento que reúne as associações comerciais e industriais e as lideranças políticas das duas regiões. Com um público de mais de cem pessoas, o uso de tecnologia, investimentos regionais e melhorias na infraestrutura foram foco dos setores envolvidos.

Como presidente da Frente Parlamentar para o desenvolvimento da região das missões e da fronteira oeste, o deputado Giuseppe Riesgo (Novo) esteve presente no forúm e, ainda, reforçou a importância de fomentar o desenvolvimento regional.  Conforme Riesgo, a região das missões e da fronteira oeste ocupa uma faixa de 20% da extensão territorial do Estado. Entretanto, corresponde a apenas 4% do valor do PIB do Rio Grande do Sul.

“O setor público precisa ouvir o setor privado, precisa ouvir quem gera e produz riqueza em nosso Estado e precisa facilitar ao máximo a vida do cidadão. Assim como foi feito nas edições anteriores, recebemos diversas demandas de infraestrutura e de investimentos, e estamos construindo uma ponte com órgãos responsáveis”, salienta o deputado. 

Recentemente, o parlamentar levou as solicitações regionais de infraestrutura que envolvem o Estado para serem debatidas com o Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (DAER-RS). Já as demandas de estradas em âmbito federal, serão discutidas junto ao Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) na próxima segunda-feira (06/06), em reunião marcada com o Superintendente Regional Hiratan Pinheiro da Silva. 

Infraestrutura

Entre as demandas estaduais estão a a pavimentação asfáltica entre os municípios de Cerro Largo, Rolador e São Luiz Gonzaga, a ponte sentido Cerro Largo – Cândido Godoi e a sustentação da ponte no rio Piratini. Já na esfera federal, estão a ponte sobre o Rio Ibicuí, a concretização da BR-392, a obra de recapeamento da BR-472 e, por fim, a duplicação da BR 285.

admin

Website:

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *