Eduardo Leite diz que abrirá mão de pensão como ex-governador

Após a ação ingressada pelos deputados do NOVO, Eduardo Leite disse que vai abrir mão da pensão como ex-governador. O anúncio foi feito nesta segunda-feira (20/06). Na semana passada, os deputados Fábio Ostermann, Giuseppe Riesgo e Marcel van Hattem protocolaram uma ação popular, assinada pelo pré-candidato do NOVO ao governo do RS, Ricardo Jobim, com o objetivo de suspender o pagamento para Leite. Os parlamentares sustentam que o ex-governador não poderia receber o benefício, pois a lei que o previa foi revogada muito antes da sua renúncia.

Na última sexta-feira, a Justiça determinou o prazo de 48 horas para que seja prestado explicações sobre os pagamentos que chegam a quase R$ 40 mil. Em sua decisão, o juiz Fernando Carlos Tomasi Diniz apontou que os argumentos do NOVO são ponderáveis e fez menção a uma possível “interpretação um tanto forçada” feita pela Procuradoria-Geral do Estado sobre o caso.

Os parlamentares ainda sustentam que Leite deve devolver para o Estado os valores recebidos ilegalmente. “Eduardo Leite desistiu de receber porque sabe que a pensão, além de imoral, é claramente ilegal e que perderia na Justiça. A desistência somente reforça nossos argumentos, que não são uma mera ‘fake news’, como afirmou o ex-governador tucano”, pontuaram os deputados Fábio Ostermann e Giuseppe Riesgo.

admin

Website:

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *