Audiência debate desenvolvimento da região das Missões e da Fronteira Oeste

A Assembleia Legislativa realizou nesta sexta-feira (05/08) uma audiência pública com o objetivo de abordar o desenvolvimento da região das Missões e da Fronteira Oeste. Os trabalhos foram coordenados pelo líder da Bancada do Partido NOVO, Giuseppe Riesgo, e aconteceram de forma híbrida na sede da Associação Comercial de São Borja.

O deputado, que é presidente da Frente Parlamentar para o Desenvolvimento da Região das Missões e Fronteira Oeste, destacou que a intenção foi abrir espaço e dar voz para municípios que muitas vezes são esquecidos.

“De forma recorrente, queremos melhorias para essas regiões, principalmente na área da infraestrutura. Por isso, a intenção é levarmos diversas demandas para os órgãos responsáveis do governo do Estado”, pontuou Riesgo. O deputado ainda reforçou a importância de levar a Assembleia Legislativa para diversas regiões do Estado, com a possibilidade do debate de diversas demandas.

A necessidade de estradas adequadas para o tráfego de veículos e caminhões foi destacada pela maioria dos participantes da audiência pública. Nesse sentido, o vice-prefeito de São Borja, Roque Feltrin, mencionou a relevância da retomada das obras da BR-472, no trecho entre Porto Xavier e São Borja, assim como a duplicação da BR 285.

Já o presidente da Associação Comercial, Neronei de Medeiros Cargnin, salientou o trabalho conjunto de diversas entidades empresariais e lideranças locais no desenvolvimento regional. Na sequência, o ex-presidente da ACI de Cerro Largo Henrique Lunkes reiterou alguns pleitos relevantes, como a conclusão das obras na ERS-165 entre Cerro Largo-Rolador-São Luiz Gonzaga.

Por sua vez, o secretário de Desenvolvimento Econômico do RS, Joel Maraschin, fez um relato sobre as principais ações realizadas pelo Executivo. Maraschin citou que através do Fundo Operação Empresa do Rio Grande do Sul (Fundopem-RS), principal programa de atração de investimentos para o Estado, a Fronteira Oeste teve um investimento de quase R$ 48 milhões; enquanto a região das Missões teve R$ 65 milhões.

Ao final da audiência, o Superintendente Substituto Regional do DNIT no RS, Pedro Luzardo, respondeu a diversos questionamentos dos presentes sobre o andamento de várias obras da região.

Aprovada criação de subcomissão para investigar filas para CNH

Atualmente, mais de 100 mil pessoas aguardam para realizar o exame prático

Foi aprovada pela Assembleia Legislativa a criação de uma subcomissão para investigar as filas de prova prática da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) que não param de crescer no Estado. O líder da Bancada do NOVO, Giuseppe Riesgo, irá conduzir os trabalhos e vem acompanhando há vários meses o tema com preocupação. Segundo o Departamento de Trânsito do Rio Grande do Sul (DetranRS), mais de 110 mil candidatos aguardam para realizar o exame.

Conforme Riesgo, o objetivo da será fiscalizar o andamento dos trabalhos do Detran e encontrar soluções para resolver o problema. “Há meses alertamos que a demora para a aplicação das provas prejudica o desenvolvimento econômico do Estado. Precisamos, de uma vez por todas, encontrar os principais motivos que causam essa demora absurda”, criticou. 

Giuseppe Riesgo já vem denunciando há mais de um ano a longa espera para conseguir a CNH e, desde então, o cenário só piorou. Ainda no ano passado, o parlamentar se reuniu com o secretário-chefe da Casa Civil, Artur Lemos, para tratar sobre o tema. Como encaminhamento, em novembro, o secretário confirmou que seria promovido um mutirão.

Em abril deste ano, os deputados do Partido NOVO estiveram reunidos com o governador do RS, Ranolfo Vieira Júnior. Na oportunidade, Ranolfo novamente confirmou a realização de um mutirão, o que até o momento não aconteceu. “A subcomissão vai cobrar, de forma sistemática do governo do Estado e do Detran, uma solução para o problema. Essa demora já passou do aceitável”, afirmou Riesgo.