William Ling é homenageado com a Medalha do Mérito Farroupilha

Nesta quinta-feira (18/11), em solenidade no Teatro Dante Barone da Assembleia Legislativa, o diretor do Instituto Ling, William Ling, recebeu a Medalha do Mérito Farroupilha. A maior honraria concedida pelo Parlamento gaúcho foi entregue pelo proponente, deputado Fábio Ostermann, e pelo presidente da Casa, deputado Gabriel Souza (MDB), em cerimônia que teve a presença de familiares e amigos do homenageado, empresários, vereadores de Porto Alegre e Canoas, representantes de entidades, além do deputado Giuseppe Riesgo (Novo) e do deputado federal Marcel van Hattem (Novo/RS), que participou de forma virtual.

Na abertura da solenidade, o proponente da outorga traçou uma linha do tempo, ressaltando vários aspectos da trajetória do empresário, desde a chegada dos seus pais ao Brasil. Ao falar sobre a origem do homenageado, Ostermann destacou o pioneirismo da família que se estabeleceu no país inicialmente com poucos recursos e sem falar o idioma nativo, após escapar de um regime autoritário vivenciado na China.

“É uma homenagem à devoção desta família à ideia de ‘dar de volta’ a esse país que lhes acolheu e que lhes permitiu trilhar uma caminhada tão inspiradora. É também uma homenagem à contribuição fundamental à promoção das ideias de liberdade no Brasil e de um país mais justo e próspero,” menciona Fábio Ostermann.

Ostermann citou, como exemplo desse comprometimento cada vez mais sólido, a fundação do Instituto Ling no ano de 1995, que atua por meio do incentivo à educação, cultura e formação de lideranças. Desde então, a instituição concedeu bolsas a quase 500 estudantes brasileiros para estudar no exterior, se qualificar e voltar ao país trazendo contribuições. A fundação do Instituto de Estudos Empresariais (IEE), entidade da qual foi o primeiro presidente e se dedica a formação de jovens e a defesa de ideias de liberdade, também marcou sua trajetória.

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Gabriel Souza (MDB), disse que a filantropia, dentre todas as atividades que fazem parte do currículo de Ling, é a que mais se destaca. Avaliou que o Instituto Ling e o IEE prestam um serviço inestimável à sociedade gaúcha.

Legado

Emocionado, o empresário ressaltou a trajetória familiar e o trabalho desempenhado no grupo Évora. Atualmente, o conglomerado empresarial tem ações em 14 países e emprega milhares de pessoas mundo afora, gerando valor e melhorando a vida de milhões por meio dos seus produtos.

O homenageado recordou sua primeira viagem ao exterior a trabalho na Alemanha, em 1980, ocasião em que foi questionado se o Brasil não “deslanchava” porque o brasileiro não gosta de trabalhar. “Respondi que o brasileiro é trabalhador, é pacífico, tolerante, mas que sobrevivia da mão para a boca, pois a inflação de quase 100% ao ano corroía sua renda e abalava sua dignidade”, lembrou.

Ling ressaltou ainda que grande parte da nossa elite não exercia seu papel de apontar o caminho do desenvolvimento e que, naquele momento, ficou claro que tinha a responsabilidade indelegável de fazer algo para mudar o Brasil e que foi esse senso de responsabilidade que o levou a fundar, com a ajuda de amigos, em 1984, o IEE.

O empresário ainda distinguiu os termos “filantropia” e “caridade”. Segundo Ling, a caridade resulta da compaixão e se manifesta por meio de doações ou voluntários pontuais para diminuir o sofrimento de alguém com cunho assistencialista. Já a filantropia, disse, é um conceito mais amplo, em que é preciso realizar investimentos que promovam mudanças estruturais e duradouras em benefício de uma comunidade. “Isso exige um esforço maior, ter um plano sustentável, recursos, governança e gestão”, aponta.

Trajetória

Nascido em Santa Rosa, no Rio Grande do Sul, é Bacharel em Administração de Empresas pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), e pós-graduado pela Arthur D. Little School of Management, em Cambridge, nos EUA. Também obteve o título de Master of Science in Management, na Universidade de Stanford, Palo Alto, EUA.

É presidente do Conselho de Administração e membro do Comitê Executivo da Évora S.A., holding que, por meio de suas controladas, atua na industrialização e comercialização de diversos produtos e também atua na área de florestamento, presente em 9 estados brasileiros e em outros 13 países nas Américas, na Europa, no Oriente Médio e na Ásia.

Reconhecido por sua atuação empresarial e por sua dedicação às causas sociais e filantrópicas, é fundador e diretor do Instituto Ling, instituição que já concedeu mais de mil bolsas de estudos para jovens brasileiros em programas de pós-graduação, mestrado e doutorado nas melhores universidades do mundo, investimento que já supera oito milhões de dólares.

Em 1984, também fundou o Instituto de Estudos Empresariais (IEE), entidade que exerce um papel voltado à formação de lideranças empresariais e públicas, possibilitando a ampliação da consciência da liberdade como valor político, moral e econômico. Mantendo o vínculo com a entidade, William também atuou como conselheiro do IEE em diversas gestões.

Texto: Mélani Ruppenthal. Foto: Joel Vargas | Agência ALRS

admin

Website:

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *