Lentidão e respostas inconclusivas: contadores relatam dificuldades com atendimento da Sefaz

Em reunião articulada pelo deputado estadual Giuseppe Riesgo (NOVO), profissionais contábeis manifestaram a representantes da Secretaria da Fazenda do Estado do Rio Grande do Sul (Sefaz) uma série de entraves no portal de atendimento, nesta sexta-feira (22).

Conforme Riesgo, o encontro foi viabilizado a partir de numerosas solicitações por parte dos contadores para que os atendimentos se normalizassem em um período mais curto de tempo. “Entendemos que, com a execução regular dos serviços, é de fundamental acordo o atendimento presencial. Na ausência desta alternativa, precisamos garantir mais celeridade no portal de consultas do órgão”, menciona.

O contato hoje já é realizado estritamente por e-mail, sem possibilidade de comunicação via telefone ou presencial. Nesta configuração, como relatam os profissionais, o tempo médio de espera para cada correspondência possui um intervalo, em média, de três a quatro dias – em casos mais críticos, há registros de uma demora de até sete dias. Com isso, a resolução de dúvidas pode levar mais de um mês para ser concluída.

Presentes na reunião, os contadores Carlos Almeida, Guilherme Bordin e Rinaldo Righi pontuam estarem cientes sobre o processo de migração que passa a Secretaria da Fazenda para um atendimento exclusivamente virtual. Em virtude disso, reforçam as consequências trazidas pela morosidade no sistema. “Por conta do nosso ofício, recebemos muitas demandas de caráter imediato e ficamos prejudicados sem ter a quem recorrer”, declara Almeida.

Outro ponto sinalizado trata da inconclusão dos atendimentos. Em regime de plantão, os profissionais de deparam com respostas sem caráter terminativo – neste cenário, precisarão abrir um novo requerimento de atendimento para uma consulta formal, estendendo ainda mais a espera.

Como encaminhamentos do encontro, o deputado irá cobrar mais celeridade no andamento das consultas via e-mail da Sefaz e irá monitorar a situação a partir de reuniões recorrentes com Conselho Regional de Contabilidade do Rio Grande do Sul do Rio Grande do Sul (CRC-RS).

Texto: Mélani Ruppenthal. Fotos: Talles Kunzler

admin

Website:

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *