Com o apoio da Bancada do NOVO, Assembleia aprova privatização da Corsan

A Assembleia Legislativa aprovou nesta terça-feira (31/08) o projeto de privatização da Corsan. A Bancada do NOVO votou favoravelmente e defendeu a importância da desestatização da empresa. No entanto, os deputados Giuseppe Riesgo e Fábio Ostermann apontaram problemas na proposta e protocolaram uma emenda com o objetivo de impedir a garantia de prorrogação dos contratos até 2060.

A intenção dos parlamentares era promover uma maior concorrência entre as empresas interessadas em prestar o serviço de saneamento básico, o que resultaria em mais investimentos e menores tarifas para o consumidor. Um requerimento de preferência do governo impossibilitou que a emenda do NOVO fosse apreciada em plenário. 

Durante a sessão, os deputados do Partido NOVO defenderam que a privatização da Corsan não deva estar acompanhada de uma garantia de monopólio até 2060. Giuseppe Riesgo ainda destacou que o modelo apresentado pelo governo gaúcho reduz a competição de mercado. 

“Ao propor um projeto de privatização, que está relacionado com a regionalização do saneamento, onde todos os municípios que têm contratos com a Corsan permaneçam em um único bloco e incentivando a renovação, a competição entre empresas interessadas em prestar o serviço fica prejudicada. O monopólio permanecerá para a empresa que adquirir companhia estadual”, afirmou. 

admin

Website:

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *